Barrinha

Quantas máscaras você tem?

img mascarasCrédito: Renee Carter

É muito difícil viver em sociedade sem usar máscara nenhuma, mas esta é a primeira coisa que devemos abandonar já que ela não existe! É a mais pura ilusão!

Que medo é esse de jogar as máscaras fora e ser visto como realmente somos? Nem mais nem menos, apenas nós mesmos!

Bom, para se libertar prepare-se para um plano nada fácil no qual você correrá o risco de desapontar muita gente, de que elas não te aceitem ou até que não gostem de você! Mas você estará vivendo a sua verdade e construindo relacionamentos verdadeiros e duradouros. Além disso o que é ilusão não existe, então vamos lá!

Você vai ter que admitir que não é assim...tão paciente, carinhoso, poderoso ou tão perfeitamente equilibrado como gostaria. Vai ter que parar de tentar controlar o rumo de tudo e todos (Ops, doeu! Sou confessa controladora, mas estou melhorando!). Parar de tentar ser o chato perfeitinho, parar de tentar agradar a todos e principalmente parar de tentar ocultar o que você considera feio em você (sobre isso leiam o livro “ O Efeito Sombra” do Deepak Chopra).

Gente, eu sei que a mídia muitas vezes é cruel, principalmente com as mulheres. Tenha sucesso no trabalho, mas não descuide da beleza. Seja independente, mas não perca a feminilidade. Tenha filhos e seja a capa da próxima edição da revista "Boa Forma". Ahh, quando te perguntarem como você faz tudo isso, minta e diga que é tudo tão natural e fácil quanto o seu sorriso amarelo! Nossa, será que tem mesmo que ser assim?! Chega de se projetar. Chega de julgar. É só fazendo as pazes com você mesmo, que você vai conseguir fazer as pazes com os outros e o mundo!

"Gradualmente, a coragem aumentou. Gradualmente, parei de tentar me disfarçar. Uma a uma, retirei todas as máscaras: a máscara irônica, a máscara da sabidona, a máscara da pseudo-sofisticação, a máscara da indiferença". (Medo de Voar, Erica Jong, p.75)